AS BAD GIRLS ESTAO DE VOLTA

AS BAD GIRLS ESTAO  DE VOLTA

bad20girl20skull20ring

Depois das bonitinhas de plantão, o estilo atrevido e descolado das rebeldes sem causa faz sucesso novamente entre as celebs. O único probleminha é que, vez ou outra, elas perdem o rumo e exageram na dose.Elas não param de causar. Escândalo, sensação, rebeldia. Para o bem e para o mal. Abusam das mordomias, beijam mulheres na boca, se enchem de remédios, caem bêbadas em seus carros luxuosos, mas não saem das primeiras páginas de jornais, revistas e sites de celebridades. Agora atire o primeiro piercing quem não adora uma personalidade ousada, interessante, desafiadora e ainda por cima estilosa.

O motivo mais provável dessa atração é que, em parte, acabamos nos reconhecendo nessas bad girls. Isso porque não existe alguém que num dia difícil da vida não tenha desejado chutar o pau da barraca. Bernardo Jablonski, psicólogo e professor da PUC do Rio de Janeiro, explica que só não botamos isso sempre em prática porque pensamos no que os outros – o que inclui mãe, namorado, polícia, amigos, vizinhos – vão pensar. “Então, refreamos nossos desejos e nos satisfazemos assistindo ao desempenho dos outsiders, admirando e invejando quem ousa nadar contra a corrente”, diz.Amadas a distância e geralmente odiadas por quem está por perto, as bad girls que mais nos fascinam são as que têm algum talento para mostrar. Correm riscos, se expõem, mas acreditam no que fazem. E dão o seu recado. A seguir, algumas rebeldes de hoje e outras que já fizeram história.  Regina Valadares

1930 MARQUESA LUISA CASATI
A aristocrata italiana ficou conhecida na belle époque por andar nua sob seu casaco de pele. Acompanhada por um par de lulus com coleiras de diamantes, frequentou a nata da sociedade europeia. Seus empregados a serviam nus, com uma folha de ouro tapando as partes íntimas. Foi musa de artistas e designers e ainda hoje inspira a marca Marchesa.

1970 VIVIENNE WESTWOOD
A estilista inglesa não inventou o rock, mas foi quem melhor o vestiu. Seu estilo inteligente, anarquista e nada convencional é revolucionário. Aos 67 anos, ela é a avó de todos os movimentos que propõem mais e mais liberdade. Não existe nada mais inspirador do que uma mulher que se recusa a sucumbir, não importa a idade. E continua a inovar.

daria-in-french-voguecinto

 

 

 

 

 

 

shoes_iaec10562361

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1980 MADONNA
Quanto é marketing e quanto é verdade, não importa. O fato é que ela é um símbolo sexy há 20 anos. Fez fotos eróticas, filme sexy, filme sério, teve filhos, casou, descasou e criou um estilo. Crucifixo, sutiã em forma de cone, chapéu de caubói, ela reinventa a moda e se reinventa. E, aos 50 anos, continua inteirona!

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s